5 de abril de 2011

"Um homem escorregou e caiu nem buraco. Um padre ia a passar pelo local e o homem pediu-lhe que o ajudasse a sair dali. O padre abençoou-o, mas continuou o seu caminho. Horas depois apareceu um médico. O homem pediu ajuda, o médico limitou-se a observar de longe os arranhões, a passar uma receita e a dizer-lhe que comprasse aqueles medicamentos na farmácia mais próxima. Finalmente surgiu alguém que ele nunca vira antes. De novo pediu ajuda, e o estranho atirou-se para dentro do buraco. «Mas e agora? Ambos estamos presos aqui!» Ao que o estranho respondeu: «Não, não estamos. Eu sou da região e sei como lá chegar acima.»"
by: Paulo Coelho_O Aleph


estou a precisar destes estanhos...

24 comentários:

Porque um dia me perdi... disse...

Eu sou estranha....mas nao sei o caminho...
...Mas nao me falta boa vontade...compramos um GPS...ou uma bussola que é mais romantico:)

Beijo matinal

L* disse...

É uma história muito bonita...dá que pensar, aliás como todos os teus posts ;)

Tens um desafio para ti no meu blog ;)*

Daniela disse...

É sempre bom termos alguém a nosso lado, que saiba o caminho (ou que pelo menos nos ajude a encontrar), e nos acompanhe até chegarmos à meta.
Beijinho*

MartaP. disse...

nem todos os estranhos são assim tão prestáveis

Cheerio disse...

Há algum tempo que quero ler um livro do Paulo Coelho... se calhar vou experimentar esse. Gostei da história =)*

CoisasDaGaja disse...

Andas a ler O Aleph? Estou douda para o comprar!:)

hug * disse...

Porque um dia me perdi...
Daniela
o mais importante, ainda que o caminho seja incerto, é sentir que a nosso lado está sempre alguem ;)

L*
beijinho

MartaP
é verdade que nem todos são tão prestáveis, mas quero acreditar que por ai existam...

Cheerio
CoisasDaGaja
sim estou a ler O Aleph ainda um pouco no inicio... a minha avaliação? já tive momentos em que não estava a gostar mas agora acho que se esta a tornar mais interessante :)
mas para quem gostar muito deste escritor é uma boa compra :)

Daniela disse...

E quando estamos sozinhos? O que é suposto fazer?!

hug * disse...

viver e encontrar alguem (estranho ou não estranho) que nos queira acompanhar seguindo juntos o mesmo trilho com detino a atingir o sonho de ambos...

Daniela disse...

E só fará sentido ficarmos com alguém com os mesmos sonhos e ideais que nós?! Não se pode sonhar e idealizar coisas diferentes? :)
Beijinho*

hug * disse...

sim sem duvida que sim, contudo esses sonhos, esses ideais têm de culminar num trilho comum...
se não que interesse tem caminhar sózinho??

Daniela disse...

Caminhar sozinho nunca foi, e nunca vai ser bom. Mas podemos começar a viagem, embora sozinhos. Pelo caminho de certeza que encontraremos alguém disposto a fazer o resto do caminho a nosso lado!

hug * disse...

concordo 100% no que acabaste de dizer... aliás o caminho começa sempre por nós, já começou desde que nascemos, as pessoas vão aprecendo no nosso caminho...
o problema é que com a mesma forma com que entram, também saem sem aviso prévio...

Daniela disse...

É o que custa mais não é? Termos alguém a caminhar junto a nós, e de repente, vermo-nos completamente sozinhos. Estou assim agora. :S

hug * disse...

custa muito...muito mesmo :(
eu tambem estou nessa situação...

Daniela disse...

Estamos no mesmo barco. Havemos de encontrar um salva-vidas ;)

hug * disse...

um nao... dois :)
lool

Daniela disse...

Se só houver um, eu partilho-o ;)

hug * disse...

não será preciso... eu cedo-te...
eu conseguirei nadar mantendo-me sempre à tona ;)

Daniela disse...

Era justo? Não era. Então e a parte de encontrarmos alguem no caminho e percorre-lo juntos?!
;)
Aiai.

hug * disse...

e quem está a dizer o contrário??
:)

Daniela disse...

Quando se percorre um caminho juntos, há que partilhar! :)))
E se é para sofrer que se sofra juntos. Se é para facilitar, que se facilite juntos.

hug * disse...

agora sou eu que me vejo obrigado a concordar :)
beijinho

Daniela disse...

É verdade, não podemos só partilhar o que é bom ;D