11 de maio de 2011

viagem ao silêncio_05

"olho-te de uma forma simples, desnudo como se te chamasse até mim... não entendo... baixas o olhar humilde como se conseguisses sentir a minha dor.
falo-te o mais directo possivel para que me entendas, mas entre nós existe uma distância tão longínqua que nos separa, uma barreira tão sólida que se torna intransponível, impenetrável...
a tua força é imensa e eu, sou apenas um servo teu."
by: hug*_in 20-04-2011, 00:10

8 comentários:

Never Told Words disse...

Profundo, sincero.. Gosto :)

hug * disse...

Never Told words
sentido ;)

B* disse...

Serás servo daqueles que conquistares!

hug * disse...

B*
nunca...
serei sempre um servo seu...
se conquistar não serei servo mas conquistador ;)

B* disse...

“Tu és eternamente responsável por aquilo que cativas”
Antoine de Saint - Exupèry

hug * disse...

B*
sem dúvida...
mas isto não corresponde ao que disseste em cima :s

B* disse...

Eu vou explicar :) ou tentar.
Queria dizer que quando conquistamos alguem o sentimento que nos liga a essa pessoa, faz de nós uma especie de servos desse sentir.

Bem, se é confuso.. :) talvez.

hug * disse...

B*
percebi :)
mas não é o caso e acredita que estas bem longe disso...
tenta ler "viagem ao silêncio_04" e este mas nas suas entre-linhas :)
iras com certeza entender melhor as coisas **