9 de maio de 2008

sinto-me mal

Sinto-me mal!
Pois mais uma vez me acusam de ser algo que não sou…
De ser uma pessoa feia, desprezível…
Uma pessoa que sei que sou, sem a ser
Que vive cá dentro, que se alimenta do meu corpo
Mas que luto para a tirar de dentro de mim
E nada acontece…
Umas vezes desvanece mas ultimamente teima em permanecer.


O que para muitos são qualidades
Como a honestidade, sinceridade
Para mim só se tem tornado num defeito
Para quê ser honesto, ser sincero…
Para quê ajudar as pessoas…
Se quando assim sou, só me magoam…
Só me apontam o dedo e me acusam de ser algo que não sou…
De ser uma pessoa feia, desprezível…
Uma pessoa que sei que sou, sem ser
…e sinto-me mal.

1 comentário:

*An! disse...

Pessoa feia não és. É assim que tens que continuar a ser, é assim que te quero...

Não gosto de te ver assim, babe ='(