22 de março de 2011

coincidências?? destino??

ao ler este post que me foi sugerido pela autora (CoisaDaGaja) fez-me lembrar uma situação passada... 

num dia primaveril de 2008 vagueava eu pelo parque da cidade, contemplando as diversas gentes que por ali passavam. o dia estava muito agradável, a t-shirt já tinha saído do armário e o sol aquecia a pele desnuda.
andava só, a minha "maquitu" (ela) estava em aulas e eu depois de mais uma das viagens malucas que fazia, de mais uns dias a faltar ás minhas aulas, ali estava eu à sua espera ansiando o seu beijo, seu toque, o seu amor... aquele amor desenfreado que me consumia na sua ausência.
passo a passo, lentamente, seguia o caminho e eis que encontro no chão uma pulseira daquelas de fios, que tanto têm à venda nos chineses :) em que cada cor representa algo... apanhei-a, olhei para ela e vi que não tinha sido rebentada, ainda tinha as duas pontas unidas... achei engraçado e a partir daí fiz o resto do caminho com ela na mão.

a original...

umas horas depois a minha "maquitu" chegou e o amor fez-me elevar a 20cm do chão...
a tal pulseira continuava na minha mão e quando ela a vê perguntou-me imediatamente de onde vinha aquilo... surpreso, contei-lhe exactamente onde a tinha encontrado... e ela respondeu "era minha, fui eu que a tirei à uns dias atrás naquele banco do parque, porque me estava larga e deitei-a para o chão".
meu espanto foi tal que nem queria acreditar... pensava para mim mesmo que aquilo só poderia ser um sinal de que o destino nos queria juntos e que vinha confirmar aquele felling que anos atrás já tinha sentido (de que ela seria a mulher certa, a mãe dos meus filhos... ainda que não fosse a curto prazo).
guardei-a na minha carteira até ao dia em que ela me disse que estava bem assim... sem mim.
coincidências?? destino??
não sei...
é passado.

é verdade que vivemos o presente na incerteza do que acontecerá no minuto seguinte, sonhamos com o futuro que não passa disso mesmo... um sonho...
mas o passado esse a única coisa de que possuímos de certo e que jamais se poderá alterar.

21 comentários:

Olívia Palito disse...

Por vezes, acontecem coisas tão surreais na nossa vida... Eu já vivi algumas. E continuo sem encontrar explicação para certos factos...
A vida é imprevisível. É o que é! :)

Nokas disse...

Há coincidências do caraças :))

AVOGI disse...

aproveitar todos os momentos da vida é o meu lema.
fazer os outros felizes tb
kis .=)

Lu! disse...

Que grande coincidência! Mas efectivamente "o passado esse a única coisa de que possuímos de certo e que jamais se poderá alterar." E é por termos vivido que muitas vezes continuamos agarrados a esse passado, pois o futuro como tu bem o dizes não passa de um sonho...
Beijinhos

D. disse...

Decerto mt mais há para contar dessa história. Quem sabe um dia os vossos destinos não se voltam a cruzar novamente?

L* disse...

Por acaso também me aconteceu uma situação dessas de coincidências...
Gostei da tua última frase ("mas o passado esse a única coisa de que possuímos de certo e que jamais se poderá alterar")...é bem verdade!*

trintona disse...

Bem, não há coincidências... digo eu!
Agora, uma coisa é certa, o que tens certinho, ceertinho é o presente. O passado já lá foi, o futuro, sabemos lá o que nos está reservado, por isso, não há tempo para despredissar. Zero!

hug * disse...

a imprevisibilidade da vida é o que a torna aliciante :)
contudo o tempo corre... e ela está cada vez mais encaixada num passado...
novas metas foram traçadas onde fazer os outros felizes está entre esses objectivos pois só assim serei feliz...
quero amar e ser amado seja aqui ou em lisboa ou no outro lado do mundo...
**

Porque um dia me perdi... disse...

por muito que nso de vontade de recuperar o que perdes...o que vivemos nunca mais será o mesmo...eu já tentei...

Neste momento tambem eu preciso de andar para a frente...e confesso que tenho vontade de voltar a acreditar, confiar e entregar o meu coração...

Sinto a falta do futuro que teima em não chegar :)

eueuemaiseu disse...

quanto amamos, todos os pequenos acasos nos parecem sinais do destino em como é mesmo aquela a nossa metade da laranja. até que um dia levamos um pontapé no dito cujo e acaba-se a magia. ah vida...

S* disse...

Lamento saber... realmente, coincidência forte, bonita. lamento que não tenha resultado.

pink poison disse...

Pá, eu não deixei aqui um ocmentário?
ou estou doida? hoje andei a ler o teu blog... deve ter sido noutro post...
Beijoquinha

...Ju... disse...

porque é que temos tendência a manter essas coisas tão claras na nossa memória?!

hug * disse...

mantemo-las para nos sentirmos que outrora fomos importantes para alguém, que fomos o mundo desse alguém, enquanto esse alguém assim o quis...

MartaP. disse...

sao estes pequeninos momentos que nos marcam para sempre.

CoisasDaGaja disse...

Há ironias do cara...ças! ;)

p.s. uma piquena correcção, é CoisasDaGaja, Da e não De ;))

Um abraço!

Margarida. Margaridinha para alguns, Guida para os insistentes. disse...

Que engraçado eu e o meu ex-namorado tínhamos trocado pulseiras dessas. A minha caiu logo no dia seguinte e foi para o lixo pelas mãos da minha tia, e ele manteve sempre a dele. Calculo que agora já se tenha desfeito dela como se desfez de mim.

Beijinho

P.S. adorei o seu blog e já sou seguidora!

R. disse...

"é verdade que vivemos o presente na incerteza do que acontecerá no minuto seguinte, sonhamos com o futuro que não passa disso mesmo... um sonho...
mas o passado esse a única coisa de que possuímos de certo e que jamais se poderá alterar."

nós fazemos a nossa própria história ! Ela é o resultado das nossas atitudes ! : )
Temos de usar as aprendizagens do passado para mudar um futuro : ) *

Anónimo disse...

Realmente o Universo é algo de extraordinário...mas pensa que o será para nós a nós chegará...

Não podemos ir contra isso...

Não tenho blog mas ao descobrir o seu fiquei fã e irei lê-lo todos os dias e se aminha força ajudar conte comigo.

IC

hug * disse...

IC

quando puder envie-me um mail para que nos possamos conhecer melhor, pois visto que não tem blog, nao costumo aceitar comentários, contudo gostaria de o/a conhecer melhor...

B* disse...

Gostei muito deste post, desta partilha.
O amor é complicado.. e só cada um de nós, o consegue avaliar e descrever no seu intimo.
Boa semana*