19 de agosto de 2011

amor eterno

"Aos 34 anos, Preseren entrara certa vez numa igreja e vira uma jovem adolescente, Júlia Primic, pela qual ficara perdidamente apaixonado. Como os antigos menestréis, começou a escrever-lhe poemas, na esperança de se casar com ela.
Acontece que Júlia era filha de uma família da alta burguesia, e - afora aquela visão fortuita dentro da igreja - Preseren nunca mais conseguiu chegar perto dela. Mas aquele encontro inspirou os melhores dos seus versos, e criou a lenda em torno do seu nome. Na pequena praça central de Lubljana, a estátua do poeta mantém os olhos fixos numa direcção: quem seguir o seu olhar, descobrirá - do outro lado da praça - um rosto de mulher esculpido na parede de uma das casas. Era ali que morava Júlia; Preseren, mesmo depois de morto, contempla para a eternidade o seu amor impossível."

by_Paulo Coelho_Veronika Decide Morrer

 o meu, foge-me :(

3 comentários:

Never Told Words disse...

não é só o teu :/

AC disse...

Li o livro "Verónica decide morrer" e adorei....mostra a força que nós temos, a capacidade com que podemos mudar tudo , virar páginas e começar de novo...também já comecei várias vezes e não desisto do que procuro...:))
Gostei do teu blog...vou passar mais vezes...se permitires claro!

hug * disse...

Never told words
acredito que haja muitos por ai...

AC
és sempre bem vinda **