11 de março de 2012

um pedido

um domingo atípico... :,(
está a fazer 3 meses que escrevi e te pedi para não partires, para lutares...
mas não... durante este tempo deixaste-te levar pelo fim, rejeitas o alimento que te iria dar forças, rejeitas as soluções médicas que te dariam uma breve esperança, rejeitas esta vida que tanto já te massacrou.
não queria ter ido aquele hospital, não que a saudade não batesse aqui dentro, mas não queria te ter visto assim... quero apenas guardar a tua imagem feliz, imagem de mulher lutadora...


quando ali entrei vi-te sobre um cadeirão em nada confortável onde permanecias de cabeça baixa sobre as costas de uma outra cadeira... permiti que os outros falassem contigo tudo que havia para contar, enquanto eu, fiquei ali num canto, calado, penetrando dentro dos teus olhos de forma evasiva...

teus olhos escuros, baços, sem esperança... num olhar focado num ponto algures no chão mas que não era aquele que eu via...
tua pele fina, enrugada, cobre apenas a tua estrutura óssea cada dia mais débil... a massa muscular já há muito que desapareceu...
tua voz mal se percebe de tão fraca que está, as palavras curtas e lentas saem contrariadas como se quisesses demonstrar que ainda respiras...

num instante final, sentei-me à tua frente sobre a cadeira onde depositavas a cabeça...
toquei nos teus braços, no teu rosto e com a maior das ternuras te beijei na face sussurrando ao teu ouvido:
"gosto muito de ti" 
parti com a sensação de que seria a última vez...
meu Deus, diz-me que estou errado!!!

peço-te que não partas já...

8 comentários:

Me disse...

Triste!
Principalmente porque daqui a algum tempo não se sabendo quando direi adeus a alguém que um dia foi alguém na minha vida...




Deixo apenas um beijo embrulhado num abraço!

Lia disse...

conheço tão bem a sensação... mas um dia percebi que a atitude que tinha (igual em tudo, à tua) era egoista! não podemos querer prolongar o que não pode ser prolongado.

Deixa-a ir :( e força!!

Bruna disse...

Imagino...doloroso!
Muita força...não é fácil!

Pink Poison disse...

:(
Somos tão pequenos nestas alturas...
Um beijo

Su disse...

Um beijinhos especial...e muita força!

AC disse...

Um beijo imenso na tua dor...partir também faz parte da vida, abraço-te forte e deixo-te uma palavra de conforto.

Força.

hug * disse...

Me
o adeus nunca será para sempre, pois a recordação ficará cá dentro a acompanhar-nos durante uma vida
um hug* embrulhado num beijo

Lia
Não é que a minha atitude seja egoista, apenas gostaria de prolongar para que eu pudesse lhe dizer aquilo que toda a vida reprimi.
beijo

Bruna
obrigado :)
beijinho

Pink
não somos nada :(
beijo

Su
Obrigado pelo carinho :*

AC
força é a ordem da semana...
beijo lindo
linda AC

Anónimo disse...

Achei, casualmente, o seu blog. Adorei a forma como exprime suas emoções e acontecimentos do seu quotidiano. A dor da separação ou da perda é algo que a gente, dificilmente, consegue aceitar e lidar. Contudo, o tempo, nosso aliado, encarrega-se de nos ajudar a suportar melhor essa mágoa. Perdendo ou ganhando, estamos a viver. E acredite que só faz sentido o que realmente vale a pena.
Bom fim de semana.

Um beijo
Maria